EnglishPortuguese

Nossa história começa com Maria Antonieta

Post 1

Toda a técnica para a guarda especializada de obras de arte que os clientes encontram na Clé Reserva Contemporânea teve um início inusitado – em 1760, na França, com o enxoval da rainha Maria Antonieta. 

O camareiro André Chenue estava a serviço exclusivo da rainha e era o responsável por cuidar de sua lingerie. Depois, foi também encarregado de fabricar caixas de transporte e armazenamento de todas as roupas dos monarcas. 

A empresa era então sediada na Rue Croix-de-Petits-Champs, nos arredores do edifício que ainda iria se tornar o Museu do Louvre.   

Com o fim da monarquia francesa na virada do século 18, a Chenue se especializou na embalagem e transporte de obras de arte; no século 20 prestava serviços principalmente para museus e colecionadores particulares.  

Salvamentos no Louvre e na Notre-Dame

Hoje sócia da Clé Reserva Contemporânea no Brasil, a Chenue participou de momentos marcantes da história da arte: em 1914 e 1939, no contexto das duas grandes guerras, ajudou a evacuar obras do Louvre e transportá-las para locais seguros, onde ficaram a salvo tanto de bombardeios quanto de pilhagem. 

Em abril de 2019, a empresa teve papel fundamental em outra grande tragédia para o patrimônio cultural: após o incêndio que destruiu a catedral de Notre-Dame, a Chenue foi chamada pelo Ministério da Cultura da França para resgatar obras de arte que permaneciam na catedral, cujas abóbadas, fragilizadas pelo fogo, corriam o risco de desabar. 

A empresa teve apenas 36 horas para remover 18 grandes pinturas de 4×5 metros – uma operação que envolveu 32 especialistas e vários veículos de transporte. Para receber as telas, um espaço de 200 metros quadrados foi especialmente preparado no armazém de Saint Denis: as condições ambientais do espaço foram ajustadas para ficar parecidas com as da catedral, garantindo a melhor preservação das obras. Todo o trabalho foi realizado gratuitamente pela Chenue. 

Com mais de 260 anos de história, a empresa é referência em logística de obras de arte em todo o mundo – uma expertise colocada à disposição das instituições e colecionadores brasileiros através da Clé Reserva Contemporânea, única empresa do País a oferecer armazenagem de obras de arte em ambiente climatizado, prevenção contra incêndio e controle de acesso 24 horas por dia. 

Assim como a Chenue na Europa, a Clé Reserva presta serviço aos museus mais importantes do País, mantendo armazenadas em segurança parte dos acervos que estão fora de exposição.

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on linkedin
Share on whatsapp